segunda-feira, 28 de maio de 2018

Revisão de Conteúdos Gramaticais- 3º Ciclo

 Questões de gramática- 3º ciclo 1 5 10 15 Beyoncé gasta 2 mil euros por dia em tratamentos de beleza É uma das artistas com maior popularidade no mundo e, aos 33 anos, está na lista das 100 pessoas mais influentes da revista Time. Beyoncé, casada com o rapper Jay-Z, tem uma imagem perfeita, mas isso tem um preço elevado. Segundo a revista Ok! Magazine, a manutenção do corpo da cantora norte-americana custa cerca de 2 mil euros por dia. Beyoncé viaja sempre com um exército de profissionais de beleza – cabeleireira, maquilhadora, esteticista e massagista. Além de fazer treinos intensivos diários. "Ela tem muita pressão para estar sempre perfeita, nunca sai de casa sem se maquilhar e o seu cabelo é sempre penteado por um cabeleireiro", revelou uma fonte próxima àquela publicação. Com uma fortuna avaliada em mais de 100 milhões de euros, segundo a Forbes, Beyoncé sabe que uma parte desse dinheiro tem de ser investido na sua beleza, com a qual gasta mais de 700 mil euros por ano. Só para o nutricionista vão 48 mil euros por duas visitas semanais, mais 178 mil para o personal trainer. Mas a maior quantia vai para os tratamentos de pele e cabelo: 484 mil euros. 

Créditos  no fim .




quarta-feira, 2 de maio de 2018

Teste de Português de 12º Ano-Com Proposta de Correção

 Lê os textos com atenção e responde às questões com frases corretas: O facto de ser procurado por Matilde diverte o Marechal Estas afirmações são proferidas em tom de desafio, até porque não correspondem à verdade. Matilde, ao fazê-las, está a desafiar a sua própria consciência. O inimigo de Beresford é sempre, e só, Gomes Freire. Se o conseguir humilhar através da mulher, tanto melhor. Beresford ─ (Trocista) Vem, então, pedir-me clemência? Matilde ─ Venho pedir-lhe que o liberte. É-me indiferente que o faça por favor, por clemência ou por qualquer outro motivo. Às mulheres, senhor, pouco interessa a justiça das causas que levam os seus homens a afastar-se delas. A injustiça e a tirania, só as sente quem anda na rua, quem é homem ou quer ser homem. (Pausa) Que me importa, a mim, que o rei seja tirano e o país miserável e mal governado? Que me importa que as cadeias estejam cheias, o exército por pagar e o povo a morrer à fome? (Pausa) Quero o meu homem! Quero o meu homem aqui, ao meu lado! Quero acabar os meus dias em paz! (Pausa: domina-se) As mulheres, Sr. Marechal, estão sempre dispostas a colaborar com a tirania para conservarem os maridos em casa. (Pausa) Se não fosse o que lhe digo, já não haveria reis por essa Europa fora… Beresford ─ (Rindo-se) Que diria o general Gomes Freire se a ouvisse falar? Matilde ─ (Envergonhada) Prefiro não saber. Beresford ─ E porque pensa que devo fazer o que me pede? Matilde ─ Porque é o comandante do exército, governador do reino e… porque sabe que ele não cometeu qualquer crime. (Começam a ouvir-se sinos ao longe) Matilde ─ (exaltada) Porque dizem a verdade? Porque veem para além da cortina de hipocrisia com que os poderosos escondem a defesa dos seus interesses? (O ruído dos sinos aumenta de intensidade) Beresford ─ (Sorrindo) Porque… são incómodos, minha senhora! Matilde ─ (Com amargura) É incómodo todo aquele que não confunde a vontade de Deus com a vontade do rei…